Como melhorar o sono da criança autista?

O autista tem dificuldades para dormir. O que os pais podem fazer para melhor o sono do filho? A resposta, é claro, não pode partir de uma generalização porque cada um tem uma característica que incide sobre o transtorno que o afeta. É importante que se saiba, contudo, o motivo, de o período voltado para o descanso, ser tão tumultuado para o pequeno.

O sono do autista não é nada fácil

É sabido pela ciência que a pessoa autista dorme menos que as demais. O que é relativamente normal na vida de adultos, também é habitual na rotina das crianças. Pais relatam que seus filhos com autismo levantam até 4 vezes por noite.

Os motivos

– Excesso de estímulos

Isso acontece por alguns fatores, responsáveis por uma noite completamente agitada e um dia a dia com total irritação aos pequenos. Um dos motivos para isso é a dificuldade que a criança autista tem na concentração a um só estímulo. Muitas vezes, a própria decoração do quarto pode contribuir para esse quadro.

Mas não é só isso: os ruídos vindos de fora e até mesmo de dentro de casa servem como indução para essa situação. As informações sensoriais proporcionam a elas uma quantidade enorme de estímulos, o que leva os pequenos a ter dificuldades para processar tudo.

– Dificuldade para diferenciar o claro e o escuro

Outro fator que influencia o sono das crianças autistas é justamente o fato de parte delas apresentarem dificuldade para diferenciar o claro e o escuro. Entretanto, é preciso salientar que essa situação torna-se mais comum em casos de autismo associado à deficiência visual. Essa condição ocorre devido à falta de percepção da luz pelo próprio organismo, que por sua vez tende a produzir menos melatonina, neurotransmissor cerebral que exerce influência sobre o sono.

O que fazer para melhor o sono da criança autista?

Antes de tudo, deve-se procurar ajuda profissional para que haja a intervenção necessária na vida da criança. Contudo, há algumas sugestões que podem ser dadas por aqui. Veja abaixo:

– Tente deixar o quarto da criança menos decorado possível. Um ambiente mais neutro tende a não estimular tanto o pequeno durante a noite;

– Evite os ruídos internos e externos;

– Deixe o local mais escuro possível, para que seu filho possa descansar;

– Alimentos como café, chocolate e chá são estimulantes e devem ser evitados para que a criança tenha um sono mais tranquilo;

– Exercícios que estimulem a atividade física são ótimos, sobretudo durante a tarde. Assim, a criança pode até dormir melhor durante a noite;

– Utilização de uma medicação que realmente funcione para o caso apresentado pela criança (somente sob orientação médica);

– Evite dormir no mesmo quarto que a criança, lembre-se que quanto menos estímulos houver, melhor será.

Outros motivos que contribuem para a dificuldade do sono do autista

– Costura do pijama;

– Gestos repetitivos;

É aconselhável que os pais observem atentos alguns sinais apresentados durante a noite (e que deixem os pequenos agitados). Convulsão e epilepsia também se manifestam à noite.

Gostou do artigo? Não deixe de acompanhar nossos conteúdos.

 

  • Boa tarde! Ótimo artigo, pois sabemos o quanto é difícil lidar com as dificuldades que uma criança com autismo! Então, é muito bom poder contar com as dicas vocês nos enviam é reconfortante! O sono da criança com autismo que na maioria das vezes apresenta dificuldade requer uma​ melhor atenção , parabéns pelo artigo muito obrigada e que Deus abençoe todos vocês!!!❤

  • Muito bom artigo faço todas essas prevenções, e foi após deixar de dormir no mesmo quarto que realmente minha filha adquiriu autonomia e segurança. Obrigada pelas dicas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *