Coronavírus e Autismo: confira atividades para a quarentena

Estamos passando pela pandemia do coronavírus e em isolamento social. O impacto das mudanças na rotina afetam todas as famílias, pois com as escolas fechadas e as crianças em casa, os pais têm que se desdobrar para dar conta de tudo.

As mudanças afetam todos nós, mas principalmente as crianças com autismo. Isso porque a rotina é muito importante para elas. Além de deixarem de ir à escola, muitas estão sem seus atendimentos com terapeutas e outros profissionais.

As crianças com autismo costumam resistir às mudanças, pois ao entrar em contato com novos estímulos, elas se desorganizam mentalmente. Dessa forma, os pais precisam enfrentar esse desafio de uma nova rotina que englobe as necessidades de seus filhos. 

Pensando nisso, preparamos este artigo com sugestões de algumas atividades para crianças com autismo na quarentena.

A importância de criar uma rotina na quarentena

A rotina faz bem para as pessoas de modo geral, pois ajuda a organizar a vida. No entanto, as crianças com autismo apreciam ainda mais a rotina, pois a previsibilidade é importante para elas. Saber o que vai acontecer, as deixa seguras.

Na quarentena, em isolamento social, as mudanças nas rotinas podem causar estresse e ansiedade nas crianças com autismo. Pode ser que os pais percebam alterações no comportamento de seus filhos, que podem até ficar mais agressivos.

Para amenizar essa situação, é muito importante garantir essa previsibilidade sobre os acontecimentos do dia, para as crianças com autismo. Por isso, é muito importante estabelecer uma nova rotina, mantendo, se possível, algumas atividades, mas também propondo novas. 

Os recursos visuais podem ser explorados para ajudar a criança a organizar as informações. Uma dica é desenhar uma agenda e usar fotos ou recortes de revista para marcar as atividades do dia.

A falta das terapias também tem afetado as crianças com TEA — mais uma alteração na rotina. Diferentes profissionais como fonoaudiólogos, psicólogos e outros, apoiam as famílias das crianças com autismo e contribuem com o seu desenvolvimento. No entanto, muitos deles, na quarentena, deixaram de atender presencialmente.

Ainda que não tenha como substituir as terapias, as crianças podem ser estimuladas em casa, nas situações cotidianas, que são oportunidades de aprendizado. Para ajudar os pais, separamos algumas sugestões de atividades para crianças com autismo na quarentena.

Atividades para crianças com autismo na quarentena

Em primeiro lugar, é importante que a criança entenda que não está de férias. Por isso, as tarefas e atividades escolares precisam ser realizadas. Ao criar uma agenda e calendário com a nova rotina da quarentena, deixe bem claro quais serão os momentos de estudar e quais serão de lazer, para brincar.

Para pensar em atividades para fazer com seu filho, use os recursos que você tem casa, adaptando-os se for preciso. A brincadeira é muito importante para as crianças, e isso não é diferente para as crianças com autismo.

Estabeleça horários para as brincadeiras assim como o faz para as tarefas escolares e de higiene pessoal. O mais importante é que as atividades sejam estimulantes e quanto mais os pais puderem interagir com seus filhos, mais elas serão efetivas.

A musicoterapia, por exemplo, é um ótimo recurso para a quarentena. Em casa, os pais podem usar a música para se comunicar com seus filhos. Cantar, ouvir música, tocar instrumentos, tudo isso faz parte da musicoterapia, que tem efeitos maravilhosos com as crianças com autismo.

Atividades físicas também são muito importantes, não só na quarentena, mas principalmente, já que estamos nos movimentando menos. Se tiver espaço em casa, estimule seu filho a correr, dançar, pular, enfim faça atividades com ele que movimentam o corpo.

Ainda que muitos pais sejam avessos a tecnologia e não querem que seus filhos passem muito tempo na frente de telas, ela pode sim ser muito útil nesse momento. Um exemplo são as contadoras de histórias na internet em transmissões ao vivo. Uma ótima forma de entreter os pequenos em casa.

Lembre-se que você pode sempre recorrer aos professores e profissionais que atendem o seu filho se precisar de ajuda. São tempos difíceis para todos nós e precisamos contar uns com os outros para passarmos por isso.

Aproveite esse tempo em casa com a família, estabeleça uma rotina e use a sua criatividade para incluir as nossas dicas de atividades para crianças com autismo! Se gostou deste artigo, compartilhe em suas redes sociais e ajude outras famílias.

 

Referências:

MARTINS, Alessandra Dilair Formagio. Maria Cecília Rafael de Góes. Um estudo sobre o brincar de crianças autistas na perspectiva histórico-cultural. 

https://drauziovarella.uol.com.br/coronavirus/quarentena-muda-rotina-dos-pais-de-criancas-com-autismo/

Dr Clay Brites

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *