Desfralde em crianças com Autismo – Como ajudar?

Quando se tem uma criança autista em casa, além de podermos contar com um anjinho todo especial, precisamos ainda lidar com muitos desafios ao longo de seu crescimento. Cada fase da infância e, posteriormente, da adolescência significa um aprendizado. O assunto de hoje é de interesse geral, e pode ser usado também por aquelas famílias que não tenham filhos com autismo: Desfralde em crianças com autismo.

A primeira pergunta que deve vir à mente é o que fazer para tornar essa atitude em algo bem-sucedido. A verdade é que se deve olhar para isso como um passo a ser dado e sem enxergar os possíveis monstros que podem vir em algum acidente de percurso, como um xixi ou cocô, sem a fralda. O segredo é ter muita dedicação e amor. Veja mais sobre o que pode ser feito.

Qual é a idade certa para o desfralde?

Não existe uma regra a ser seguida quanto ao período certo de tirar a fralda de seu pequeno, uma vez que cada criança reage de uma forma, conta com um tempo específico e até apresenta desenvolvimentos distintos.

O que podemos trazer é que alguns pais procuram desfraldar seus filhos a partir dos 2 anos e meio. Entretanto, é sempre válido lembrar que isso não é algo estabelecido. Devem-se respeitar outros fatores da criança e o próprio tempo que ela digere as informações. Ressalta-se a importância de frisar que, independente de autismo ou não, trata-se de uma criança muito nova ainda. Por isso a importância da paciência.

Como saber a hora que meu filho que utilizar o banheiro?

A resposta é simples, embora não seja fácil: observação. Nada mais eficaz que observar seu filho em determinados momentos. A hora em que ele precisa fazer suas necessidades especiais é uma delas. Há crianças que mudam o semblante quando fazem xixi ou cocô. Diante dessa mudança na fisionomia, vocês podem começar a trabalhar isso com elas.

Por exemplo, quando elas estiverem em casa, procure deixá-las sem a fralda. Ao perceber tal intenção, o pequeno, provavelmente, deve dar algum indicativo do que deseja fazer: ficar parado com as perninhas abertas, mudar o semblante (como mencionado), andar de um lado para o outro, etc.

Identificados os sinais, a próxima etapa é estabelecer confiança na criança. Muitos pais utilizam a tática de comemorar, junto dos pequenos, cada ida ao vaso. Com isso, os adultos cantam musiquinhas que as crianças gostam, fazem palhaçadas, brincadeiras, entre outros. Tal atitude estimula a iniciativa do autista procurar o vaso sanitário quando sentir vontade e até pedir para ser levado até lá.

Outra tática é criar a rotina de ir ao banheiro com a criança em períodos determinados: seja de meia em meia hora, uma em uma hora, enfim.

Acidentes acontecem, o que fazer?

Com certeza, principalmente no começo do processo do desfralde. Pode ser no sofá, no carro, na cama, na piscina ou em outro lugar. Adotando a observação, o hábito de levá-los ao banheiro e estabelecendo a confiança neles, o ato de desfraldar sua criança autista pode ser muito bem realizado.

  • Realmente, foi demorado, aconteceu com mais de 5 anos, mas pq eu não usava a tática certa, não doei o tempo necessário p/isso. Tanto q quando o fiz, foi rápido e nem houve incidentes. Ele estava na escola, e lá reclamavam q não havia pessoa específica p/isso, etc. Fora que minha mãe que já cuidava dele p/mim enq trabalhava, já fazia coisas de mais e não queria deixá-lo s/fraldas p/não ocorrer incidentes e ela ter q limpar. Dizia q se quisesse, que eu fizesse fim de semana. Então fui justamente observando ele, deixando-o sem fraldas e levando-o ao banheiro várias vezes ao dia, vendo a hora/momentos certos, não deixava sentado tempo demais tb no banheiro p/não cansar, elogiando, essas coisas. Depois ele começou a falar q ia. Única coisa é q quando minha mãe passou a aceitar q ele estava indo e querer ela mesma deixando sem fralda, ela o acostumou a ir sentado, e eu acabei aceitando, e hj ainda faz sentado. Só na rua faz em pé, mas msm assim, tenho q cuidar p/não molhar roupa. O nº 2 ainda o limpamos, mas ele mesmo demonstrou querer limpar, já o peguei várias vezes limpando, ou limpa 1 vez e pede completemos, pq na escola, ele tem acompanhamento p/ir ao banheiro e se limpa, isso se acontecer. Mas isso tb é erro nosso e precisamos treiná-lo tb pois está com 9 anos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *