Método ABA para tratamento de autismo

O autismo é algo cuja característica não deve ser generalizada, pois cada paciente apresenta uma peculiaridade. Aliás, a comunidade médica prefere se referir ao distúrbio como Transtorno do Espectro Autista (TEA), em função da variação que ela pode apresentar. O significado disso é uma série de intervenções existentes e reconhecidas pelos especialistas. Uma delas é a ABA (Applied Behavior Analysis ou Análise Aplicada do Comportamento, em tradução livre).

Como podemos definir a ABA?

A ABA pode ser definida como um método completamente baseado na observação e investigação. Vale reforçar que sua aplicação é dinâmica. Muitos médicos estão optando pela ABA, pelo fato de o tratamento mostrar uma tendência em descobrir novos princípios comportamentais, o que contribui de forma efetiva para o desenvolvimento de estudos.

Benefícios para a vida

Quantos aos pacientes, é interessante dizer que o método exerce influência na aprendizagem deles. Seu benefício não está somente na vida familiar da criança, mas em todos os outros aspectos, como na escola, na interação social. Tudo isso devido ao avanço na comunicação e ao desenvolvimento comportamental do pequeno.

A ABA propõe intervenções pontuais e que trazem para a vida do autista e de sua família os progressos tão necessários para o cotidiano. Todos nós sabemos que a criança com autismo pode ser independente (casos de Asperger) ou depender de forma integral de alguém para executar funções simples, como escovar os dentes, tomar banho, vestir roupas, etc.

O que todos desejam: autonomia de crianças e jovens

O método vem justamente para trabalhar essas questões que envolvem o desenvolvimento do pequeno. Outra premissa da ABA é induzir as crianças ao aprendizado de conhecimentos complexos. A palavra mais esperada por especialistas, que aplicam a ABA em seus pacientes, é a autonomia. Nada mais desejado para profissionais e pais de autistas.

O importante de se tratar a criança e o adolescente com TEA está na possibilidade deles conseguirem desempenhar funções do dia a dia. Sabia que autistas trabalham, estudam, exercem atividades diversas e têm vida social? Sim, isso pode acontecer, principalmente com aqueles pacientes que são levados por seus pais, quando ainda são bem novos.

A ABA tem ganhado cada vez mais um lugar de destaque devido à eficácia oferecida aos pequenos e aos resultados mostrados. Portanto, procure auxílio médico o quanto antes e veja a diferença que o método pode exercer na vida de seu filho.

O método ABA não é algo novo

Diferente do que muitos pensam, a ABA não é uma técnica recente. Ela está presente na comunidade médica há, pelo menos, 50 anos. O que ocorreu foi um reconhecimento no poder de desenvolvimento que o método proporciona, não só aos pacientes, mas a seus familiares também.

Tratamento ABA além do TEA

Não são somente os autistas que encontram na ABA a solução para intervenções eficazes, a técnica é indicada também para casos de distúrbios e síndromes que causam um relativo impacto na cognição da pessoa.

 

Já pensou aprender profundamente sobre o Autismo para melhorar seus atendimentos clínicos, entender melhor seu filho e saber por que seu aluno apresenta determinado comportamento e como trabalhar o processo de inclusão? Em um curso online completo o Dr. Clay Brites te ensina tudo sobre TEA com fundamentação científica e de forma prática e simplificada.

 

 

 

 

 

 

Dr Clay Brites

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *