O que é a Síndrome de Savant?

 

Vocês sabiam que uma pessoa diagnosticada com algum transtorno neurobiológico pode desenvolver habilidades que um indivíduo atípico geralmente não apresenta? Se a resposta for não, é melhor mudar sua concepção, pois é possível encontrá-las. A Síndrome de Savant pode ser um dos motivos que causa essa condição em determinados pacientes.

Nem toda habilidade deve ser estimulada sem acompanhamento

A infância é um momento peculiar da vida de um ser humano, pois é justamente nela que passamos a adquirir habilidades que nos acompanharão na fase adulta. Aspectos ligados a linguagem, por exemplo, são assimilados com mais facilidade pelas crianças.

No entanto, o que podemos falar sobre habilidades ‘incomuns’ para crianças está associado a outros fatores que necessitam de acompanhamento; e não de uma simples admiração por parte de pais, mães e demais familiares.

Por trás dessa situação pode haver um diagnóstico complexo, como o TEA (Transtorno do Espectro Autista). Não são poucos os casos de pacientes com autismo que também convivem com a Síndrome de Savant. Este é o motivo pelo qual uma habilidade espetacular não deve ser estimulada sem o acompanhamento profissional, pois pode haver algo mais sério envolvido.

Afinal, o que é a Síndrome de Savant?

A síndrome é caracterizada como uma condição no qual a pessoa apresenta um grande (ou mais de um) talento ao mesmo tempo em que ela demonstra conviver com alguma limitação que interfira em habilidades mais essenciais, como a comunicação, por exemplo. Essa situação é responsável por causar déficits intelectuais na vida de quem convive com a Síndrome de Savant.

É uma condição descoberta recentemente?

Não. Muito pelo contrário. Ela foi descrita a primeira vez há mais de 200 anos, para ser mais exato em 1789. O responsável por essa descoberta foi Benjamin Rush, tido por muitos como o pai da psiquiatria americana. O que levou Rush a essa situação foi o estudo realizado acerca do paciente Thomas Fuller, que manifestava grande habilidade para fazer cálculos, mesmo que ele não soubesse quase nada de conceitos matemáticos.

Com a evolução dos estudos, cientistas descobriram ao longo dos anos que a Síndrome de Savant é mais complexa que demonstrava ser, o que despertou maior curiosidade de pesquisadores sobre os efeitos que a síndrome poderia causar nos pacientes. As pesquisas favoreceram também a associação da condição ao TEA.

Síndrome de Savant e o TEA

O renomado pesquisador norte-americano Bernard Rimland revela que os pacientes que convivem com o autismo e a Síndrome de Savant mostram habilidades que estão localizadas no hemisfério direito do cérebro. Isso ocorre com essas pessoas em função da compensação ocorrida nesse lado do órgão em detrimento da perda que acontece no hemisfério esquerdo do cérebro. Nessa parte (esquerda) estão localizados os déficits de linguagem e fala.

As habilidades identificadas no âmbito da Síndrome de Savant

Memorização: uma das características mais marcantes em pacientes diagnosticados com a Síndrome de Savant, a grande facilidade de memorizar é bastante comum entre eles, sobretudo itens como catálogos telefônicos, dicionários e outros;

Cálculo: os autistas conseguem fazer cálculos bastante complexos e sem o auxílio de qualquer material para servir de suporte;

Linguagem: mesmo que a comunicação seja uma barreira para os autistas com a síndrome, eles podem compreender mais de um idioma. Há casos notificados de pessoas diagnosticadas com a Síndrome de Savant que aprendem até 15 idiomas;

Artes: as pessoas com esta síndrome demonstram grande facilidade para os trabalhos artísticos, a saber: desenhos, pinturas e esculturas;

Música: os pacientes com a Síndrome de Savant conseguem reproduzir uma peça musical inteira após ouvi-la apenas uma vez.

Procure ajuda profissional para seu filho

Nunca deixe de procurar auxílio. É importante que haja o respaldo de profissionais para que vocês e os especialistas consigam estabelecer as intervenções necessárias à criança.

 

 

Dr Clay Brites

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *