Quais os principais sintomas do Autismo Leve?

Os Transtornos do Espectro Autista (TEA) é um transtorno de desenvolvimento que afeta de forma significativa a capacidade de interação social, as habilidades de comunicação social e comportamentos anti-sociais com repetições e interesses sem conexões com o contexto. Estes sintomas podem começar em qualquer momento da infância, especialmente antes dos 3 anos de vida.  Os sintomas variam de intensidade de criança para criança e podem se apresentar desde traços discretos até severos, e a identificação pode ser facilitada e dificultada de acordo com a amplitude dos sintomas.

Identificar, portanto, um Autismo Leve muitas vezes é um desafio, pois quadros discretos são mais difíceis de ser diagnosticados. Além disto, o TEA é uma condição onde não existem exames de imagem ou de laboratórios que o comprovam, dependendo totalmente da observação clínica, comportamental, e do relato dos pais, cuidadores e da escola para confirmar ou descartar sua presença. Estes relatos podem ser desencontrados, incompletos, pouco entendidos por quem avalia ou minimizados por quem observa.  Este processo pode levar a uma demora maior nas consultas e até possível desistência dos pais, ficando a criança sem uma definição e sem um possível tratamento que faria diferença.

Assim, conhecer os sintomas da forma leve do Autismo é muito importante, devendo ser investigado rotineiramente durante a puericultura e nos CMEI’s ou creches, dos 18 aos 30 meses de vida.  Os principais sintomas são: pouco contato visual, não dar continuidade a processos sociais ou conversas, não saber se comunicar por meio de gestos, fala existente, mas sem muito nexo com a realidade a sua volta, algumas manias e repetições, no contato com os outros ele olha mais para a mão ou para o objeto da pessoa do que para seus olhos, dificuldade em aceitar espontaneamente regras e rotinas,  pouco disposto a se socializar e tende a se isolar ou brincar do seu jeito sem flexibilizar de acordo com o que o amiguinho pede ou quer e pouco responde ao ser chamado pelo seu nome.   A linguagem expressiva (ou a fala), nestes casos, pode estar preservada, mas é comum ser uma fala mecânica, pedante e sem emoção, porém com uma funcionalidade satisfatória para atividades sociais e escolares.

Neste contexto, é importante relatar que alguns fatores podem atrapalhar sua identificação. A presença de hiperatividade, por exemplo, pode confundir a escola e o especialista, pois inquietude excessiva pode passar a impressão de que a criança não seja autista, mas sim TDAH. Os sintomas do TDAH podem maquiar os sinais de TEA atrasando o seu diagnóstico, e sabemos da importância do diagnóstico precoce no TEA. Em caso da associação de ambas as condições, deve-se priorizar a investigação e a busca de sintomas do Autismo. A falta de conhecimento acerca do que é e dos sintomas de TEA também posterga sua identificação, pois podem ser interpretados como falta de limite, preguiça ou até como outros distúrbios, como Transtorno Obsessivo-Compulsivo (TOC) e Transtorno Opositivo-Desafiador (TOD).

Conhecer escalas de triagem para o TEA auxilia muito na consciência do transtorno e no reconhecimento precoce. A utilização do M-CHAT, ATA e o ABC podem ser muito úteis, eles podem ser acessados em sites especializados e disponibilizados ao público em geral e profissionais que lidam com crianças nos campos da saúde e da educação. Estas escalas são mais sensíveis e permitem identificar melhor mesmo os casos mais leves de autismo.

  • Meu filho tem dificuldade na fala mais gosta de brincar com amiguimos olha no olho atende e obdece agente….ta fazendo fono mais neuro disse k tem tea leve minha dúvida sera tea mesmo

    • Ana, em tantos materiais que lemos, precisamos ficar muito atentos à parte dos sintomas que são expostos. Na maioria das vezes, são colocados os comuns, mas, é claro, que existem muitas exceções. Meu filho tem 6 anos e sempre olhou nos olhos, demonstrou carinho e, até, se comunicava com estranhos. Porém, sua deficiência ficava clara em outras áreas, não comuns: fala, compreensão de situações e comandos, expressar devidamente os sentimentos, atraso pedagógico, exagerar em algumas repetições, cisma com alguns brinquedos, assistir varias vezes a mesma cena do filme, encenar varias vezes a cena do filme, e por aí vai. Apesar de eu saber que algo estava muito fora da curva, foi difícil um diagnóstico, mas, conseguimos e foi confirmado. Hoje é acompanhado pelos profissionais adequados.

      • Ola Marcilene. O meu filho tem agora 5 anos e eu identifico exactamente os mesmos comportamentos que descreveu no seu comentário. Pode por favor revelar qual foi o diagnostico no caso do seu filho? Desde ja muito agradeço.

    • Meu filho não fala mas sempre q ele quer alguma coisa ele mostra por exemplo: se ele quer beber água ele vai no bebedor e aponta ou pega um copo e ele mesmo coloca água.dificilmente ele atende quando eu o chamo parece q não estou falando com ele,ele gosta muito de brincar com a roda do carro e fica deitado fazendo movimentos repetitivos com o carro pra frete e pra trás e fica olhando pra roda, ele Não gosta q peguem ele parece q se pegarem ele vão levar pra longe de mim ele grita bate faz maior escandalo…quero saber se isso pode ser algum grau de autismo?

      • Bom dia, Gleyce provavelmente seu filho tenha síndrome do espectro autista (TEA), muitos dos comportamentos que você relatou são como aos autistas. Meu filho foi diagnosticado em outubro, é uma barra imensa aceitar, porém não perca tempo esperando, aja rápido. Seria interessante você procurar um neuropediatra para melhores esclarecimentos e inicio da terapêutica apropriada.

        • olá boa tarde , primeiramente quero agradecer pela oportunidade e parabenizar aos profissionais e pessoas sérias que utilizam este espaço para orientação e aprendizagem, no caso do meu filho é o seguinte ele tá próximo de completar 6 anos este mês, é um menino super inteligente, entrou na escola com 2 anos e este ano vai para 1º ciclo da 1ª serie (6 anos), nunca que professora alguma comentasse alguma coisa dele, sempre perguntávamos sobre o comportamento e diziam que era de uma criança qualquer , mas desde cedo nunca foi interessado por brinquedos como carrinhos, ele gostava mais de outros objetos, como eletrodomésticos , principalmente aqueles que giram e fazem barulhos tipo liquidificador, maquina de lavar etc…, e ele até imita os sons principalmente o da maquina de lavar, mas ´´e muito inteligente com 2 anos já contava de 01 a 50, hoje ele sabe todo o alfabeto e identifica palavras, já insisti para brincar de carrinho ele não gosta , brinca mais com um trenzinho de madeira que temos, sabe usar bem o computador e celular, mas quando saímos as vezes quando ele vê meninas e/ou crianças menores vindo em sua direção, ele trava e desvia escondendo atrás de mim ou da mãe dele, mesmo que as crianças não o estejam olhando. tem muito medo de animais e da noite também tem medo de dormir sozinho, ultimamente não ta querendo sair para rua, e não organiza seus brinquedos após brincar será que podem nos dar uma orientação? , nós primeiramente pensamos em marcar um psicólogo para ele, o que acham? obrigado. Natal

          • Natal! seu filho necessita sim ser avaliado por um profissional capacitado para poder estar direcionando um tratamento adequado para ele, seja uma terapia ou acompanhamento com outros profisionais pois o essencial sempre é uma equipe multidisciplinar.

    • Ana , descanse, seu filho só tem atraso na fala..cuido c oq os outros falam,devido a modinha d autismo.. estimule noq falta e n se prenda e procurar diagnóstico q muita das vezes p q n existe..

      • Rodrigo e Ana! Antes de um diagnóstico taxativo há um “diagnosticar dificuldades” e fazer com que elas sejam trabalhadas e melhoradas! Assim, atenham-se à modinha que faz com que nossos filhos sejam cidadãos respeitados e produtivos para a sociedade! Meu filho foi diagnosticado autista leve aos 2 anos! Todas as intervenções fizeram com que se tornasse um garoto esperto, inteligente e hj ninguém acredita q ele seja autista! Mas tem peculiaridades que levará para o resto da vida! Como todos nós temos! Não é verdade?! Abraços a todos os pais que independente de diagnóstico procuram o melhor para seus filhos!

  • Olá
    Realmente é muito confuso…e eu e meu marido estamos bastante confusos…nosso filho tem 3 anos…e já fomos em 2 neuro..um diz q ele tem atraso e outro diz q ele tem autismo leve…dos sinais apresentados a cima alguns meu filho d encaixa em outros não. Ele atende ao ser chamado…ele não é pedante..tem emoção…não tem problema com rotina..
    Ele está na fono e vamos iniciar TO…sem indicação d nenhum dos neuros..estamos fazendo pq achamos q ele precisa..alguma orientação? Obrigada

    • Eu passei pelo mesmo problema, mas só conseguimos identificar, porque o seu pediatra tem um primo autista. Mas foi preciso uma indicação de um neuro especializado para identificar o problema dele. Ele não se encaixava muito nos relatos sobre autismo, mas depois que conhecemos outras mães e estudamos sobre o assunto, percebemos que cada um demonstra de um jeito e, por mais que seja divulgado o assunto, muitos profissionais da saúde não estão preparados para um diagnóstico que não seja o severo ou que essa idade é assim mesmo.
      O meu filho no começo teve um diagnostico moderado, mas com os tratamento, muita dedicação e amor da família, em um ano, ele se tornou leve, porém agora tenho outro problema, como agora ele fala, responde e olha nos olhos das pessoas, todo mundo, inclusive a escola que acompanhou a evolução dele, acha que estou louca. Ele ainda apresenta dificuldade que todos acham que é manha, porém ele não usa o banheiro para o coco, somente para o xixi, mas tem que pressiona-lo a ir, tem sensibilidade com barulho e fica correndo constantemente de um lado para o outro, como ele fica sorrindo, todos acham normal, mas sei o quanto isso o deixa incomodado, tanto que depois ele não quer voltar ao local novamente. Por tanto mães, não deixem que a sociedade diga que o seu filho é ou não é, faça o melhor por ele. Terapias não matam e só auxiliam indiferente do diagnóstico.

      • Eu tbm passei por esse mesmo processo, meu filho tem autismo leve,tem dificuldade de se comunicar ou interagir com outras crianças. Muitas pessoas não entendem sobre o assunto aí ficam julgando e dizendo q ele é dengoso, q tem preguiça de falar ou de fazer suas necessidades. Tanto é que ele com 6 anos,ainda dorme de fralda e não consegue usar o banheiro sozinho ainda.

        • Fernanda, procure ficar acima desses julgamentos das pessoas, e quando eu digo “acima”, não é em situação de superioridade, mas numa busca em Deus para ter jogo de cintura e não se sentir magoada! Ficar magoada só faz mal à vc e não resolve nada, portanto é olhando para o ALTO que vc encontra forças pra prosseguir ajudando o seu filho a se desenvolver. Vai dar tudo certo viu? Seu filho vai crescer com saúde e ter um desenvolvimento grande. . Espero que o tratamento e educação dele sejam bem direcionados. Um abraço da vovó Lazinha.

    • Loretta, tenho um filho se 6 anos com autismo leve. Ele teve um desenvolvimento completamente normal, ” mas prqticamnete nao falou ate os 3 anos. Passamos por 2 neuros entre os 3 e 5 anos, que nos disseram que ele era normal, apenas com uma timidez excessiva. Decidimos leva-lo até Dr.Salomao Schwartzman em SP…que rapidamente confirmou nossas suspeitas. Hoje com 8 anos, elei está respondendo muito bem a terapia multidisciplinar , vai super bem na escola , esta mais participativo e mais sociável com os coleguinhas .Mas ainda temos muito a conquistar.. Eu recomendo esse médico. Referência em neurologia na América Latina.

    • É preciso que se deixe claro uma coisa. Não importa muito o rótulo mesmo porquê as classificações mudam com frequência. O que importa é tipo de ação e profissional que a criança precisa: fono, TO, Psicólogo, Neuro, cada um tem o momento de intervir e ajudar. O diagnóstico pode vir depois, para efeitos legais ou outros. A criança precisa de ajuda, antes do rótulo.

  • Olá , meu nome é Dulce , acompanho as publicações de vcs e gosto muito . Tenhomuma duvida que é como fazer o diagnóstico diferencial, de autismo leve e déficit do processamento,auditivo . Obgada

  • Meu filho tem atraso na fala ele é agressivo e comportamento estranho como gastar de água quebra brinquedos entre outro e eu não conseguir fazer a tomografia que ele tem que fazer pois as clinica que já liguei não faz com sedação e ele faz dono e psicologia

    • Oi Edivania! Meu filho tem 2 anos e 5 meses e me identifiquei com o seu relato. Vc já teve resposta do exame do seu filho? Já teve diagnóstico? Espero q esteja tudo bem!!

  • Minha filha tem 2 anos e 5 meses foi diagnosticada com autismo,ele tem atraso na fala pois não fala nada praticamente, ,mas dorme bem tem poucos movimentos repetitivos responde a chamado e não é nervosa não toma medicamento controlado ela pode ser asperger

  • muito bom saber que existem essas escalas de triagem esse com certeza vai ser mais um passo a ser dado muito obrigado pelas informações de extrema importancia

  • Minha filha foi diagnosticada com transtorno global do desenvolvimento e ficou á esclacer diz a psicologa já o neuro diz que milha filha é autista, ela tem dificuldade na fala e tb em compreender o que é falado, não inicia uma conversa, não gosta de barulho e nem de muita gente, qd se irrita se joga no chão, ela tem 3 anos e 10 meses

    • Patrícia,

      Estes sintomas se parecem muito com DPAC. É necessário procurar uma fono para fazer o teste de processamento auditivo (em cabine).

  • Amei.

    Bem esclarecedor.

    Sou educadora e gostaria de ter acesso ao M-CHAT, ATA e o ABC. Como posso ter acesso a esse conteúdo?!

    • Rosi Rosa, creio que CURA para o autismo não há mas, com tratamento psicológico e psicopedagógico se consegue reduzir os comportamentos indesejados e, aliado ao amadurecimento natural, faz que tudo possa caminhar bem (algumas características permanecem, mas há um controle). Meu filho tem acompanhamento desde os 9 anos, quando o diagnóstico de TEA foi deito. Hoje tem 20 anos e terminou o primeiro ano na Universidade (Design Gráfico) mas continua com dificuldades na socialização. Tem vida “quase normal” pois ele nos acompanha em passeis, viagens e outras atividades, mesmo sem demonstrar muito entusiasmo mas não se recusa a ir, na maioria dos casos.

      • Solange parabens! uma criança bem acompanhada pode sim ter muitos avanços significativos e imprevisiveis em seu desenvolvimento.

  • Meu filho tem 5 anos começou querer falar com 3 e ainda é dificil entender o que ele diz mas as palavras que ele consegue pronunciar tem um portugues corretíssimo eu falo bem caipira e ele não fala como eu e o resto da familia andou com quase 2.Ele é muito agressivo,não gostade choro de bebê nem som alto a não ser quando ele ta de muito bom humor, não conseguia desenhar até a uns dois meses atrás, gosta mais de coisas de menina e é complicado pq os outros meninos não aceitam, comer sempre foi dificil ele não comia todo dia normalmente pegava tudo q tinha colocava na mesa e não comia por fim jogava td no chão.As vezes anda só com as pontas dos pés aprendeu pronunciar palavras em ingles só de ver videos. Mas olha nos olhos demoramos pra consrguir um diagnóstico.Espectro austista. Eu suspeitava pesquisava sempre sobre as atitudes dele e sempre aparecia autismo.O psicólogo suspeitava a neuropediatra confirmou. Ele está tomando medicação pq ele tbm é hiperativo então pra ele conseguir se acalmar toma mas eu não dou a quantidade q a medica passou eu dou a metade pq o tanto q ela passou ele só dormia.E eu qro meu filho ativo pra absorver as coisas q ele precisa aprender. Bom esse é meu relato

  • Bom dia,
    Tenho um filho de 6 anos e ainda estou muito confuso com diagnóstico de autismo a quase um ano atrás. Até os 4 anos ele tinha dificuldades e quase não falava. A pediatra o encaminhou a fono que disse que ele tinha 2 dos demais espectros do Autismo que seria ratificado mais tarde peka Neuro, mas antes dessa confirmação outro Neuro disse que ele tinha era imaturidade. Sem contar que ele é super agitado, fica na frente televisão pulando, não consegue ficar parado. Um abraço e muito obrigado pelas informações.

    o

  • Olá meu nome é nubya tenho um filho de 6 anos desde que nasceu era uma criança que chorava muito e nada estava bom para ele ,veio falar com 3 anos e tem mania de ficar com um canudinho na mão brincando pra um lado e pra o outro as vez ele brincar com outros brinquedos mais por pouco tempo, joga vídeo game muito bem, mas na escolinha tem muita dificuldade não aceita fazer lições. Ele não gosta de barulho e muito nervoso muitas vezes passa por mal educado, estamos passando na fonaldiologa e na psicóloga e neuro até agora não tem nenhum diagnóstico.

  • Tenho um enteado de 20 anos que não se socializa como outros jovens nesta idade, passa a semana inteira dentro de casa, não estuda e nem trabalha e também não é cobrado pelo pai, o que gera conflitos em casa pois é o oposto do meu filho da mesma idade. Ele dorme o dia todo, acorda por volta das 17/18 horas e apenas se levanta para comer, somente o que gosta, ou seja, miojo, lasanha e outras porcarias, não tem uma rotina como o restante da família, fica a maior parte do tempo isolado, nunca faz as refeições com a gente, sempre em outros horários, o pai não liga por mais que eu fale que isso não está certo. À noite fica jogando, não namora e não tem muitos amigos, só um desde a infância que vai toda sexta feira pra casa dele, levado pelo pai, mas o amigo sai e trabalha, ele fica em casa, jogando ou dormindo enquanto o amigo está fora. Passei a analisar com outros olhos a situação depois de começar a trabalhar com crianças autistas. Ou ele tem um grau ler de autismo ou o pai está colaborando para esta inércia? Gostaria de poder ajuda lo mas não sei nem como agir já que existe uma defesa por parte do meu marido .

  • Minha filha tem 3 anos e não fala direto. As vezes fica andando de um lado para o outro é srrindo do nada, como se estivesse lembrando de algo muito engraçado. Olha nos olhos e carinhosa, não vai ao banheiro e emita o gesto e repete frases q escuta agente fala. Tipo; você que biscoito? No lugar de; quero biscoito. Fui em uma neuro. Fiquei aguardando por 4 horas, e ela foi grossa e ficou jucando minha postura como mãe. Fiquei com tanta raiva q não voltei mas nela. Meu marido não quer pensar nessa possibilidade, já descartou. Eu se no meu coração q tem algo errado. Vou levá em outro Neurologista.

  • Vcs podem me indicar um neuro que possa diagnosticar o autismo, minha neta tem 3 anos não fala, e uma menina doce, não é agressiva , mais não responde a nenhum chamado, qdo quer as coisas aponta para pegarmos, gostaria muito de ter uma orientação mais precisa, pois ela está na fono,na psicóloga é até agora não tenho visto nenhuma melhora nela, não sei o que fazer, queriamos um médico especialista que fosse boa direcionar melhor nesse sentido, obrigada .

  • Olá, meu filho tem 7 anos, estou com muita dificuldade de fechar o diagnóstico dele, os médicos dizem que ele não é autista, mas eu insisto que ele é autista de grau leve a moderado. Demorou a falar, andar, assiste até 10 vezes o mesmo filme ou houve a mesma música, não gosta de sair de casa, não brinca com outras crianças, não aprendeu a ler nem escrever, não consegue se vestir sozinho, não consegue fazer a própria higiene, quando está agitado, anda de uma lado para outro balançando as mãos, não tem coordenação motora, anda desajeitado. Já passei por três neuropediatra e os diagnósticos foram TDAH, transtorno de conduta e transtorno disrupitivo da desregulação do humor. TDAH pode até ser mais os outros dois não tem nada a ver. Qual será o medo dos profissionais em diagnosticar autismo?

  • Me chamo Eltz e minha filha de 1 anos e 9 meses, ela andou com um ano e meio,é bem baixinha, ri para todo mundo é bem alegre na gravidez teve translucencia nucal, fizemos amnumcentese e deu probabilidade para doenças cromossômicas, estamos tratando no hospital da rede Sarah, mais não tivemos nenhum diagnóstico, ia se encaminhando para a síndrome de Turner, mas por ela ter um pequeno atraso, foi descartado, seguimos fazendo tudo que os médicos falam, ela vai a pediatra particular e ao Sarah, fala algumas palavras, como água, papai mamãe, não, acabou e algumas outras, uma coisa que me preocupa é que ela não tem medo de nada, exemplo se estiver em um lugar alto ela se joga e fica rindo, não tem noção de perigo…

  • Meu filho tem 4 anos, não foi diagnosticado que ele realmente tenha autismo, mas professora me fala sobre que ele brinca sozinho na sala de aula, ele tem manias de repetições de brinquedos, fala pouca coisa e também não gosta de receber ordens. Já eu as uma fono. E ele anda sempre na ponta do pes. Pelo q eu escrevi pode-se dizer q ele tem autismo?obrigado

  • Gente, meu filho tinha pavor de sons agudos, e além disso ele ainda corre de uma lado para o outro sacudindo as mãos. O pânico ao som tem diminuído, mas ainda corre de um lado ao outro sacudindo as mãos. Ele não foi diagnosticado como autista. Mas gostaria de uma explicação para tal comportamento. Nesse fim de semana levei ele ao cinema, enquanto aguardavamos o onibus ele corria de um lado ao outro sacudindo as mãos, e ele fica concentrado.

  • meu filho tem quatro anos,fala bem pouco,e muitas vezes sua pronunciação é errada,ele não consegue formular frases,e é muito agitado.Tem dias que ele está muito tranquilo,outros em que é impossivel estabalecer algum diálogo.Não tenho condições de pagar um plano,desde sempre procurei ajuda,mas só consegui retorno de 2 meses para cá.Ele está passando por uma Fonoaudiologa e Psicologa,hoje eles se reuniram comigo e relataram a suspeita de TEA,gostaria de saber mais sobre,gostaria de mais informações,se alguém puder me ajudar,explicando mais sobre o assunto eu agradeçeria! obrigada.

  • Minha sobrinha nasceu apos cinco meses e duas semanas de gestação. Ela começou a falar só depois dos 2 anos, nunca foi levada a um psicologo. Ela sempre teve comportamentos estranhos a idade dela, como, por exemplo, aos 7 anos misturou leite com pimenta para beber. Atualmente tem 11, mas se comparada com outras crianças da mesma idade não se desenvolveu como a mesma. Sera que ela teria um autismo leve ou e apenas uma fase na vida dela?

  • Boa tarde!
    tem como a criança passar pela infância e adolescência e ir para idade adulta com TEA sem ser percebido? ??

  • Meu filho tem 3 anos e 10 meses, ele corre de uma parede pra outra, isso dura cerca de 20min. Tem dificuldade para fazer coco, ele faz xixi sozinho, mas temos que acompanhar. Só brinca com brinquedos de animais. Ele dá risada do nada, grita muito e as vezes fica muito nervoso. Ele não fala, apenas mamãe, papai, vovó e neme. É como ele chama a irmã dele.
    Não tem muita paciência para esperar, quer fazer os mesmo caminhos, na rua as vezes ele senta no chão e não quer levantar, é como se elé tivesse travado ali. Tem dificuldade em comer alguns tipos de comida. Ele faz acompanhamento com psicólogas, já diagnosticaram uma hipótese de autismo.

  • Oi estou dando uma olhada porque outro dia fiz uma festa em minha casa meu filho tem quatro anos e nesse dia que tinha muitas pessoas na casa ele foi pro quarto e ficou lá assistindo TV ele não gosta de som auto e nem de muitas pessoas juntas isso quer dizer que ele seja autista

  • meu filho tem 7 anos é muito agitado tem medo de ambiente fechado e não gosta de ficar onde tem muita gente e muito barulho não é agressivo mais quando se descontrola fica dificil acalmar ver os mesmo desenhos todos os dias é carinhoso comigo so dorme se por pra dormir demorou muito pra falar não olha nos olhos foi diagnosticado com autismo é muito hiperativo e inteligente por isso tenho duvidas

  • Tenho preocupação quanto a se meu irmão possuí TEA ou alguma outra síndrome pois seus comportamentos são bem extravagantes eu diria. Ele tem 14 anos, é muito inteligente o que o faz ter preguiça de estudar. Gosta muito de vídeo-game que é a única coisa que o faz ficar mais calmo. Ele gosta muito desde sempre de fazer muitos barulhos com a boca e correr pela casa de forma que não se importa em quebrae nada, parece uma criancinha, e quando se pede para parar é difícil convence-lo. Não sei se por causa dos jogos, ele é muito anti-social, apenas conversa com liberdade com a família, os mais próximos e acredito que sua sensibilidade com o que as outras pessoas sintam esteja afetada porque, quando ele conversa fala só sobre assuntos do seu interesse e não gosta de ser interrompido. Posso estar exagerando, mas se alguém poder me ajudar eu agradeço!

    • Larissa seu irmão necessita ser avaliado por um profissional especialista para ser diagnosticado e voce poder compreender como ajuda-lo.

  • Olá! Eu tenho um filho de 4 anos,bem, ele não pronúncia as palavras direito, mas,ele se dá bem com qualquer pessoa inclusive criança da idade dele. Passa o dia assistindo desenho, repente tudo q passa no desenho, quando esta zangado pula, roda,joga brinquedo no chão, cospe. Mas na escola ele interage bem,ele é muito agitado nunca sentado quieto,sempre correndo de um lado p outro.

  • Meu filho fala devagar, as vzs sem conseguir associar as palavras .. não olha nos olhos enquanto fala, tem distúrbios nos olhos enquanto fala! Sem contar que o comportamento excessivo. .. sem.limites e agressivo, não aceita as regras

    • Glaucia ele necessita de ser avaliado por um profissional na area para ser diagnosticado se necessario.

  • Meu filho tem 2 anos e 3 meses, tem muita dificuldade em falar,ele sabe os nomes das coisas mais não fala (apenas quando ele quer e isso é muito raro) as únicas palavras perfeitas são mamãe e papai e parece ser muito sem emoção, ele tem pavor de qualquer pessoa que não faz parte do convívio dele, porém é muito inteligente sabe o alfabeto completo, todos os números e inclusive em inglês, formas geométricas, cores em inglês e português, os nomes dos animais enfim, a grande dúvida minha e de meu esposo é se meu filho tem algum grau de autismo, pois já levamos em alguns especialistas e todo dão o diagnósticos negativose para TEA porém não estamos muito convencidos pois sentimos algo diferente nele!
    preciso de ajuda por favor.

  • Sou tio de um rapaz de 18 anos que foi diagnosticado como sendo espectro autista ha pelo menos 3 anos. Ele tem um histórico de problemas familiares e o pai, que não mora com ele e que é muito ausente, não aceita o fato, causando para a família grandes problemas para tratá-lo. Ele já esteve em tratamento com medicamentos, o que não deu certo por falta de colaboração do pai. Ele se trata com uma terapeuta especialista nessa área há 8 anos. O trabalho está dando muito resultado, pois tem conseguido mante-lo conectado com o mundo. Ele interage bem, é bem amoroso e faz tudo o que se pede, freqüentando escola e cursos. Ele está no programa especial dessas escolas e foi muito bem acolhido pelos colegas.

    A minha questão é saber o que ele deve fazer como curso de faculdade. Ele está fazendo curso de computação há 2 anos. Pensei em algo na área de computação. Existem vagas para esse tipo de pessoas com esse problema no mercado de trabalho??

    Estava também pensando em que ele fizesse um intercâmbio fora do país para exercitar o inglês já que ele deve acabar o curso no final de 2017. Existe alguma empresa especializada em acolher esses jovens, algum programa de intercâmbio??

    Obrigado pela a atenção.

    • Marcus existe empresas que empregam pessoas com determinadas limitaçoes.Mas é necessario investigar e quanto aos outros questionamentos somente as pessoas mais proximas podem orienta-lo.

  • Ola….passei no psicologo e no neuro…o neuro.me indicou dar medicaçao para controlar..mas ja ouvi dizer que este medicamento causa reaçao pediu para dar 1ml apos jantar .disse que tudo nele ira melhorar…irritação…insonia…nervoso…disse que deixara ele centrado na escola…e que faria muita coisa boa por ele……mas ai me pergunto ate quando? E se eu parar? Volta tudo…?

    • Daniela antes de tudo é necessario que voce confie no tratamento do neuro e somente ele poderá lhe dizer até quando será necessario o uso do medicamento.Caso contrario procure uma segunda opção.

  • A minha sobrinha tem 6 anos e não fala ainda.
    fala tia mãe e usa muito os gesto para se comunicar como tomar banho e para pedi comida. Ela pode ter autismo.

    • Rafaela voce precisa procurar uma fonoaudiologa pois o problema dela pelo que cita é na oralidade.Esta profissional poderá fazer encaminhamentos se necessario

  • Ola, tenho um filho de 1ano 10 meses, ele falava mamae, papai e agua quando tinha um ano, mas assim que mudamos de país, ele parou de falar ou tentar falar qualquer palavra e hoje ele so aponta para o que quer. Ele nunca olhou noa olhos, mas entende tudo que a gente pede para ele fazer, quando estamos em um ambiente com outras crianças ele interage muito pouco ou quase nada, prefere brincar sozinho ou me chama para ficar com ele. No país que estou atualmente não tem como eu procurar ajuda para saber se ele tem algum atraso. Sera que esses sintomas ja definem se ele tem autismo??

    • Vanessa infelizmente fica inviavel qualquer analise sem que a criança seja avaliada por um especialista.Mas não podemos nos prender apenas em alguns aspectos, procure informar-se atraves dos videos, artigos da Neurosaber pois assim mesmo sem ainda ter acesso ao diagnostico poderá ajuda-lo.

  • Olá,meu filho tem 6 anos,se desenvolveu bem,falou com 1 ano,mas sempre teve dificuldade para se relacionar com outras crianças,faz tudo pra chamar atençao,sair de asa com ele é muito complicado,não obedece regras,grita bastante,corre,briga quando as pessoas não fazem o que ele quer,é sempre quer ver os mesmo filmes várias vezes.Eu sempre achei q era manha por ser filho único,mas lendo todos esses comentários me preocupei,queria saber um pouco mais,se puderem me ajudar,pq muitas das vezes me pergunto se eu estou educando meu filho bem,pq não está sendo facil ele está tendo muito resistência pra seguir o que pedimos ele!

  • Boa noite, sou a Andrieli mãe do Eduardo de 8 anos,ele é gêmeo, estou com Muita dificuldade com o aprendizado dele, muitas vezes temos dificuldade em entender o que ele fala,ele ainda não lê, a irmã lê, em matemática ele tem muita facilidade, em sala de aula tem muita dificuldade em se concentrar e tive que separar eles de sala, se socializa bem com as pessoas mas em conversas não me olha nos olhos fica desviando o olhar, estou tentando consultas pra ele e por um médico já foi diagnósticado com Desenvolvimento Infantil

    • Andrieli é importante voce insistir em conseguir uma avaliação mais esclarecedora para que seu filho seja atendido corretamente.

  • Minha filha tem 3 anos e 9 meses , foi diagnosticada com autismo faz 3 dias , sempre estralhei o desenvolvimento dela, e sabia que algo estava errada mesmo minha família toda falando que não. a minha filha Sophia é super carinhosa, não é nervosa, mas quando vamos em lugares que tem outras pessoas ela modifica, fica uma criança inquieca corre, bera, se joga no chão, todos ao redor resmugam discerto acham que ela não tem educação!! Isso é bastante constrangedor, em casa ela fica sentada no sofá horas assistindo desenho, quando pega o celular procura sempre o mesmo desenho e também fica horas, tento conversar chamar a atenção dela e nada o celular parece ser mais importante, ela nem me olha parece que não estou ali com ela, refeição tambem é bem complicado come apenas pão, frutas, batata frita , e carnes, Faz o maior escândalo quando tento dar outro alimento. As vezes ela sorri e até dá gargalhadas do nada, a psicologa falou que o autismo dela está no estado moderado , estou aflita, mesmo desconfiado não tinha a certeza agora de início é um baque , pois somos mães e queremos sempre o melhor pra eles, já chorei já falei com deus pq comigo?? Mas na verdade eu tenho a melhor filha do mundo, do jeitinho dela, e essa missão era pra ser minha mas de ninguém, e se foi me dada vou me agarrar com deus e fazer o possível e o impossível pra auxiliar ela ajudar minha pequena, mães não deixem pra amanhã procure um especialista o quanto antes, quanto mais cedo o tratamento melhor a evolução, esse é o meu relato .

    • Jenifer parabens pelo relato sincero e corajoso! voce não está sozinha é muito comum os pais sentirem-se assim. o importante é voce lutar por um atendimento multidisciplinar para melhor atende-la e auxilia-la nessa missão.

  • Olá meu nome é Suzana e gostaria de saber em quanto por cenroscar pode nascer uma menina com TEA pois minha filha tem 10 anos e tem dificuldade na fala e dificuldades de compreender alguns perguntas que lhe é feita, tem alguma chance de ela ser altista?

    • Suzana essa resposta somente um especialista avaliando a criança poderá informar.Pois cada criança tem sua particularidade.

    • Isaias sugiro que voce assista ao video da neurosaber explicando essa diferença e obterá respostas e mais informaçoes.

  • Gostaria de saber à luz da neurociência, já que temos um neuropediatra na “Neurosaber”, o que acontece no cérebro do TEA, o pq dos movimentos repetitivos e o não estabelecer olhar, enfim gostaria de saber a diferença do cérebro de uma cça com TEA e uma sem o TEA, seus neurônios são distintos?

    • Suellen voce faz varias perguntas que são respondidas nos varios videos, artigos e lives disponiveis pelo site da neurosaber.La encontrará respostas e mais informaçoes.

      • ola bom dia. meu filho tem 2 anos e 2 meses ele nao fala quase nada so fala umas 5 ou 6 palavras ele e tranquilo dorme a noite toda, mas ele demorou a engatinhar, so andou com 1 ano e 5 meses.mas ele conhece os animais eu falo o nome dos.bichinhos e ele imita varios sons.ele pede suco, agua e pega a mamadeira pra tomar o mingau.eu tiro a fralda dele e digo xixi e muitas das vezes ele faz ele nao gosta muito de ta brincando nao ele passa 10 , 20 ninutos com os brinquedos e ja nao quer mas.agora adora assistir desenhos.mas estou muito preocupada sera que ele pode ser autista.obg.

  • Oi meu filho tem 4 anos ele tem atraso na fala se machuca quando tá irritado se irrita com os brinquedos,nao gosta que mude a rotina ,mas ele brinca com outras crianças e as vezes se irrita com as brincadeiras.tambem não gosta de muito barulho,ja tem 1ano e meio que ele tá fazendo terapia fono,terapia ocupacional,psicolaga e a cada três meses tem a consulta com a neuropediatra e até agora os médicos não descobriu oque ele tem.eu desconfio que ele é autista leve e os médicos dizem que é problema comportamental .ele fez alguns exames mas eu sei que em caso de autismo esses exames não dá diagnóstico ele fez eletroencefalograma tomografia computadorizada e alguns exames de sangue.eu queria saber que exame fazer pra diagnosticar.porque com o diagnóstico fica mais fácil pra fazer o tratamento ceto ele toma respiridon pra melhorar a irritabilidade e pra não se machucar quero muito um diagnóstico porque não é fácil cuidar de uma criança assim mas me esforço pra ajudar ele.

    • Seria interessante voce procurar uma segunda opinião visto que não está vendo resultado satisfatorio.

  • Amei a matéria,, realmente é muito difícil chega ao diagnostico da criança com TEA. É necessário um processo de avaliação muito criteriosa para se chegar a um consenso. Uma equipe de profissionais das diversa áreas , junto tem a varias opiniões. Eu estudo autismo a mais de 16 anos , mas a cada avaliação e me é necessário vários opiniões.

  • Meu filho tem 5 anos e apresenta dificuldade na fala, não consegue grava corres e numero .
    Tenho levado ele na fono….
    Tenho um sobrinho que tem TEA.
    Ele e carinhoso brinca com outras crianças não e agressivo ele fala com outra pessoas ele olha nos olhos .
    tenho duvidas .

  • oi… meu filho tambem tem autismo… descobri dia 28/11/16… foi marcada uma triagem na apae e a equipe diagnosticou . dai dia 06/12 ele foi no neuro que confirmou o autismo nivel 1 … o mais leve.tenho um neto e ele tem 2 anos e 9 meses e em maio foi diagnosticado com autismo nivel 2 leve… meu filho desde pequeno gostava de pegar um cordao ou algo assim e ficar brincando e se chacoalhando ficava assim hrs e eu achava que era mania… ele demorou a andar somento com 19 meses … aprendeu fazer xixi só com quae 4 anos e apenas na rua … tinha medo do bacio…fazer coco só na fralda … as vezes na creche nao fazia coco só no carro ou em casa , mas na fralda ou na cueca… agora com 5 anos consegui faze-lo fazer coco no vaso … mas se vai sozinho nao limpa a bunda… ama jogar pedrinha …mexer na agua…fica apertando a descarga, cheira as comidase outras coisas e as vezes poe o dedo e experimenta , quase nem come nada… começou a falar com 4 anos … mas fala pouca coisa…vc chama ele nao responde… pergunta o nome e ele nao diz….mas se vc mostra a foto com ele ele diz é o kauã…ele nao diz sou eu. e em vez de responder o que perguntamos ele apenas repete o que falamos.ele é bravo, nao obedece.

  • Tenho um menino de 6 anos, e desde novinho ou seja de colo sempre foi nervoso e nunca conseguiamos controla-lo. Qnd estava com 2 anos percebi q ele tinha ficsacao por objeto, nervosimo, ficava agressivo, ate batia na gente e vinha de unha na gente, se auto machucava , batia na parede, acordava de madrugada chorando e nervoso e ninguem conseguia acalma-lo.passei pela psicologa e ela disse q ele tinha toc, fui tratando e nada de resolver. Passei pela neuro ai ela disse que ele tem transtorno bipolar esta tratando mas mesmo assim as vezes ele da aquela crise nervosa e comeca a chorar do nada e nao quer q ninguem fique perto.continuo passando pela psicologa e ela mandou observa-lo pois ele tem comportamentos repetitivos com a cabeca,qnd fica nervoso torce os dedos da mao e do pe e tem uma ficsacao enorme por objeto e sempre o mesmo q e lapis com borracha azul e ele n usa e nem deixa ninguem pegar. Entao ela me disse q ele tem comportamentos de uma crianca autista. Sera isso mesmo. Na familia tem caso de parente com autismo e o meu marido tem esquizofrenia. Bem agora vou passa-lo na psiquiatra p avalia- lo e dar um diagnostico certo.

  • Gostaria muito de obter referências de profissionais para tratamento de AUTISMO, na cidade do Rio de Janeiro (Centro,Tijuca, Botafogo…).
    – Psiquiatra e Psicólogos

  • Tenho um filho de doze anos e ele sempre foi diferente dos outros irmãos. Ele é sempre muito calado, se isola, não faz muita questão de se relacionar com outra pessoas e até mesmo conosco da família. As vezes ele fica eufórico alegre , e falante. Mas é muito rápido e logo volta a ser como antes. Não se interessa pelos estudos. A única coisa que ele gosta é de games eletrônicos, se deixar ele fica horas eais horas. Se irrita co muita facilidade, basta dar um não, que ele fica como se a vida fosse muito cruel com ele. Eu encontrei uma carta dele, onde ele falava da sua solidão e que aúnica coisa que restava era conquistar o meu carinho, mas por eu não dar a atenção que ele esperava de mim, ele já havia desistido. O que mais me preocupou e me deixou triste foi a parte em que ele diz que se tornou uma pessoa triste e pode se tornar um psicopata. Eu não sei o que fazer, será que alguém pode me ajudar? Eu sei que ele não é. Mas eu não sei como ajudá-lo. Acredito dito que ele tem algum transtorno, pois ele é assim desde pequeno, só que com a adolescência tem piorado. Eu não sei o que fazer.

    • Isangela voce deve procurar a ajuda de um medico especialista na area para poder avalia-lo e assim poder ajuda-lo, pois na adolescencia tudo torna-se mais complicado e o essencial seria ele já ter sido avaliado.

  • Olá, tenho acompanhado todas as publicações de vcs e gosto muito. Sou pedagoga, já tinha e tenho a oportunidade de trabalhar c educandos especiais. Alguns c diagnósticos , outros sem, o q dificulta o acompanhamento e o desenvolvimento de atividades direcionadas à eles. Mas, lendo, acompanhado as publicações da equipe, tenho amenizado muitas angústias frequentes de trabalho. Obrigada pelo belo trabalho da equipe.

  • Bom dia! Meu afilhado tem 5 anos é uma criança calma, adora assistir tv e desenhos, porém tenho notado alguns comportamentos diferentes. Quanto está na Igreja que cantam algo ele põe as mãos nos ouvidos diz não gostar de barulho… Se pedimos para ele pegar alguma coisa na sala ele pergunta onde é a sala… Brinca com outras crianças porém se for contrariado ele prefere deixar a brincadeira… Porém responde quando chamado, faz o que pedimos, conversa tudo direitinho… Estou suspeitando de autismo leve, o que posso fazer para ajudar em um diagnóstico?

    • Juliete somente um profissional qualificado,um neuropediatra poderá ajuda-la dando-lhe o diagnostico.

  • Minha filha tem 5 anos e tem suspeita de autismo ela nao brinca com outras criancas nao se comunica nao para um minuto pra nada separa objetos e sempre quer as mesmas coisas e repete tudo o que ouvi sera que ela tem autismo ou não

    • Elaine é necessario fazer uma avaliação com um neuropediatra que estará lhe respondendo todas estas questoes.

  • Meu filho demorou a falar.ainda troca algumas palavras,se escondia debaixo da mesa ,anda na ponta dos pés,tem uns tiques nervosos acorda assustado se tremendo,não consegue se socializar com as outras crianças no estudo tira excelente notas mas vive em mundinho imaginário,já levei a algumas psicólogas mas dão diagnostico diferenciados,converso muito com ele tento inturma lo.mas tem hora que me sinto perdida qd vejo ele chorar por medo por dizer que os amigos não gostam dele.E muito difícil.

  • Olà me chamo Joana tenho uma filha de 5 anos,ela fala bem é muito inteligente mais tem problema com rotina, ñ gosta de som alto , nem do barulho do ventilador, agressiva e ñ gosta de se socializar muito com adultos e qdo està fazendo algo de errado ñ ouve serà tda?

    • Rafaela essa situação é grave e está deixando seu irmão sem um tratamento adequado.Procure conversar com alguma pessoa amiga ou da familia que possa lhe ajudar.

  • Oi meu nome é Weberson eu e minha esposa temos um garotinho Heitor o nome dele. Ele está apresentando alguns sintomas do autismo, fez 3 anos e ainda fala muito pouco, mas ele interagi com a família sabe quem é tia, avó, avô a professora ele entrou na escolinha em 2016 e a professora notou algumas coisas. Há dias que ele ta muito esperto mas tem dias que ele está mais lento. Nós o colocamos na terapeuta e na fono e ambas disseram que ele teve um ótimo desenvolvimento, a fono acha que ele so tem um atraso já a terapeuta acha que ele tem o autismo leve eu sinceramente ando muito desesperado com isso não estou sabendo lhe dar com a situação, peço humildemente ajuda eu e minha esposa estamos sofrendo muito essa incerteza que mata tem hora que ele ta ótimo mas tem horas que ele muda. Não sei o que pensar eu o amo ele é a pessoa mais importante na minha vida, mas essa situação está me consumindo por dentro.

    • Weberson é compreensivel a preocupação do casal por isso é importante que um neuropediatra o avalie para realmente lhes dar uma resposta.

  • Sou neuropsicopedagoga clinica e institucional, o material divulgado por vocês, é pertinente ao nosso trabalho. Obrigada pela oportunidade de participar do grupo.

  • O meu filho tem 11 anos, é muito inteligente, tem uma memória excelente para filmes e uma lógica extraordinária. Demorou a falar, falou depois dos seis anos com muita dificuldade. Sofri muito. Hoje é um pré adolescente como ele mesmo se intitula. Não é muito social, na escola costuma ficar sozinho, não tem interesse em brincar com crianças de sua idade. Às vezes tenho pena dele, queria que ele fosse mais interativo com os seus colegas. A professora diz que às vezes ele parece que está longe, conversando e balbuciando cenas ou falas de personagens de filmes e sozinhos. Muitos acham que não é normal. O que vcs me dizem? Será que é asperger? Tenho minhas dúvidas mas ao mesmo tempo tenho certeza.

    • Jacqueline é necessario que seja feita uma avaliação com um profissional da area pois somente ele está habilitado analisando seu filho.

  • Oi Gente…

    Muitas pessoas da minha família já haviam me dito sobre a possibiliade do meu filho de 2 anos, ter algum probleminha …
    No entanto, eu nunca fui atrás mesmo pra saber.
    Até hoje, e vim parar aqui.
    Bom, algumas coisas citadas não fazem parte da minha vida, mas algumas sim.
    Meu filho ele é muito nervoso, com tudo. Ele me belisca, me bate, puxa meu cabelo, sem o menor sentido. As vezes estou dormindo no meio da noite e ele me acorda assim. Na escolinha ele sempre foi muito nervoso, mordia e batia nos coleguinhas. Em uma hora brincava com eles, ria, e passado segundos, ele ja tava la. Batendo sem ter o pq. Ele acha que todos os brinquedos são dele. Eu acho.
    Hoje por exemplo, minha mãe estava com a minha sobrinha de 3 meses no colo, ele ama ela. Beija, abraça… e derrepente ele pegou uma fraldinha, colocou na cara dela, e começou a aperta. Isso foi questao de segundos. Minha mãe nem acreditou. Brigou com ele. E passou… deu uns 15 minutos, ele veio pegar um ursinho pra dar e deu pra ela. Depois de uns minutinhos puxou o cabelo dela com tanta força que sei la.
    Ele tbm não fala nada, nem mãmã e nem papa. Só fala Po Pó, xiii xiii xiii. E ainda é bem complicado. Mas quando ele quer algo aponta normal. Ele é muito sentimental tbm. Eu não posso falar nada que ele ja chora. O que me preocupa é essa dificuldade que ele tem pra expressar as coisas, e essa raiva q ele tem pra tudo tbm.
    Outra coisa, é que ele não come. Quando vou o eferecer comidinha da ancia nele. Acho q isso não tem nada a ver. Mas ele so toma mama.
    Levei no postinho e o medico disse q ele ta bem. Mas ngm q passa cm este medico gosra dele.
    Não sei mais o q fazer.

    • Kethilyn! está muito evidente que alguma coisa não está bem mesmo com seu filho por isso é necessario leva-lo a um profissional medicos que estejam habilitados para identificar o que não esta bem e assim poder ajuda-lo.Ele necessita de uma avaliação pois quanto mais precoce mais oprtunidade de sucesso na intervenção.

      • O engraçado é que o pediatra dele diz que isso é totalmente normal. Que é birra, mãnha… e até faz cara de deboche as vezes quando eu digo que ele não come comidinha, so mama…
        A solução é fazer um convenio… não que não exista médicos bons em hospital público. Porém alguns não vão muito a fundo no problema… e os que se importam acabam sem fazer nada devido aos poucos recursos que eles tem para trabalhar.
        Muito obrigado pelo conselho. Vou ficar atenta.

  • Boa noite , tenho uma filha que atualmente tem 7 anos , ela andou a primeira vez com 3 anos e 8 meses , começou a falar com quase 5 anos , ela é estrema mente carinhosa, super possessiva, e tem muita dificuldade em . Rotinas e regras . Não consegui aprender a ler nem escreve . Só faz a letra A , na escola e um transtorno ela foge muito. Passa muito tempo debaixo das coisas como (mesa, cadeira) e muitas vezes acha com agressividade, ela tem problemas na pele , de vista . E por anos achamos que ela era meio surta porque não tinha reflexo qusando chamada ela tem
    Neurologista
    Pediatra desenvolvimento
    Otorrinolaringologista
    Oftalmologista
    Psico logo
    Dermatologista
    Alergistá
    Fonodiologa

    E até AGORA eu não tenho nenhum parecer médico, só disem que estão estudando o caso dela

    E muito frustrante como mãe,
    Ouvir sua filha e maluca , sua filha não para sua filha e doida . Sem saber como ajuda lá

    • Karina, é muito triste saber que existem pessoas que ainda não aceitam que todos temos alguma dificuldade, outras mais , outras menos.Sua filha está sendo acompanhada por uma equipe multidisciplinar pelo que relata. Está no caminho certo, embora esses profissionais ainda não tenham fechado um diagnostico.Mas ela precisa ser aceita como é, e tambem ser incluida pela escola,para isso temos as leis da inclusão, inclusive essas palavras absurdas que escutou a respeito de sua filha é uma atitude repudiável.

  • Minha filha tem 2 anos e meio, ela fala algumas palavras, mas não consegue pronunciar a letra P. Ela é tranquila, brinca normal,, interage com outras crianças e aprende rápido o q a gente ensina. Eu vejo q ela tenta falar a letra P, mas parece q tem alguma coisa q a impede. Ela não fala uma frase ainda, só palavras soltas. Vocês acham o que disso?

    • Iandra, seria importante voce leva-la para uma avaliação fonoaudiologica, está havendo um atraso na fala e precisa ser investigada.

  • Meu filho tem 6 anos conhece os números letras canta em inglês regras É limites ele não as compreende É muito carinhoso É alegre dorme bem faz fonoaudióloga to ja passou por psicólogo que achou melhor encaminhar para to brinca É gosta de crianças É adulto também tem acompanhado por neurologista foi diagnosticado com transtornos do desenvolvi mento global mas me disseram que não era autismo fico demais não dúvida

    • Olá Solange! O TGD engloba varios transtornos e são realizadas distinções de acordo com o nível de gravidade em relação à interação e comunicação.

    • Sandra uma equipe multidisciplinar inclui os profissionais necessarios para atender a criança e suas dificuldades.Podem ser eles: neurologista infantil, psicologo, fonoaudiologo, psicopedagogo,TO, psicomotricista e outros dependendo da necessidade.

  • Bom dia

    Meu filho aos 02 anos foi diagnosticado com síndrome de asperge, hoje com 04 anos,fazendo terapia ocupacional, fono , psicologa e equoterapia seu desenvolvimento tem sido muito bom, tem problemas na fala é um pouco enrolada e quando está agitado não se entende nada, mas estamos tratando, acredito que o primeiro passo é a aceitação dos familiares o restante é tratamento, uma das coisas que auxilia bastante após os 05 anos são artes marciais jiu jistu, judô esportes que necessitam de muito contato físico e respeito

    • Parabens Clovis! seu filho com todo acompanhamento de profissionais e principalmente com o carinho e apoio da familia terá um futuro promissor.

  • Olá, meu filho tem dois anos e um mês, ele não fala, só mama e papa ele passa dias sem disser ao menos isso, algumas vezes chamo ele é ele atende mas outras vezes posso é chamar que parece que ele não está ouvindo, ele só gosta de mim , do pai e da babá é de mais ninguém, não aceita estranhos falando com ele , fica muito zangado, em ambientes diferentes não ele quer ir embora. Olha nos meus só quando quer, assiste muito desenho animado de preferência musical, pula e frente a TV e tenta imitar a fala dos personagens, tem preferência por duas bolinhas pequenas , e por cor , só gosta da cor amarela , gostaria muito de uma opinião

    • Ola Socorrinha! pelo seu relato é muito importante que voce procure um especilaista na area infantil para fazer uma avaliação e possiveis encaminhamentos e intervencoes precoces se necessario.

  • bm minha filha os medico deu um lado como autista mas tenho duvidas ficamos sabendo quando ela tinha 1ano que ela tinha um pobleminha hj ela ja tem 6anos e assim ela fica cm muitos balanços nao olha pra gente quando falamos e agora esta cm amania de tirar a roupa obrigado aguardo resposta

    • Ola Francyslaine! é muito importante que os pais procurem um profissional especializado de sua confiança, pois essa parceria é que poderá ajudar a criança.

  • Meu filho irá fazer 3 anos mas ele não fala faz movimentos repetitivo com os dedos fica olhando para o nada não tem interesse em nenhum brinquedo apenas para TV celular e tablet ele.se interessa….
    Qnd o chamamos ele atende de vez em qnd só que fica irritado estou com medo me ajudem isso pode interferir na sua vida

    • Ola Tatiane! procure um especialista para que possa ser feita uma avaliação e se necessario, a intervenção precoce sempre é muito importante.

  • Bom dia ,meu filho tem 2 anos e 4 meses fala poucas palavras,antes ele falava alguma s palavras que parece que esqueceu ou não quer falar mais ,as vezes olha nos olhos outras vezes não , quando é chamado tb as vezes atende outras ,é muito sociável ,brinca dá beijos , não atende a alguns comandos,faz birras e se joga no chão é apaixonado por água tudo relacionado a fundo mar tanto que levei ele no zoológico e no museu ele só queria vê fósseis de peixes,usa fralda e não avisa se está de coco e xixi foi encaminhado para fono a minha dúvida é será que pode ser autista sendo que ele é tão sociável?? Estou muito preocupada.

    • Juliana! vemos que está no caminho certo, a avaliação da fonoaudiologa é muito importante , e esta com certeza fará os encaminhamentos , se necessario.Não é possivel dar uma suspeita diagnostica sem conhece-lo.Abraços

  • Minha filha tem 1 ano e 6 meses não dar xau, não olha nos olhos , não responde e nem olha quando eu chamo por ela, não brincar com outras crianças e empilha todos os brinquedos , tem crise de raiva só vai pra o colo de pessoas que ela tem confiança.

    • Pamella! é importante voce leva-la para uma avaliação com neuropediatra e descobrir o motivo destes comportamentos para poder ajuda-la.

  • Boa tarde!
    Tenho um filho de 5 anos, muito inteligente, extremamente carinhoso! Porém, desde bebê sempre foi muito agitado, sempre teve uma vida social tranquila, mas de um tempo pra cá, começou a focar em alguns jogos, e só fala disso, só brinca disso, está preferindo brincar sozinho, corre pra lá e pra cá o tempo todo, fazendo sons e gestos, repetindo as cenas que marcam, não consegue mais ter atenção, atende pelo nome, mas está muito difícil manter rotina com ele. A fala dele é perfeita, começou a falar antes de 1 ano. Entrou na escola com 1 ano e meio e desde então todas as escolas me chamaram para relatar essas questões. Já levei em dois neurose e agora estamos fazendo muitos exames para verificar mais a fundo o que pode ser. Faz acompanhamento com psicólogo. Mas confesso que estou sem chão, sem saber como lidar, meu psicológico está muivo abalado e me vejo sozinha com a bomba na mão. Meu esposo acha que é preguiça, falta de estímulo, mas sou pedagoga, e todos os dias trabalho o cognitivo e psicomotricidade com ele, e sei as limitações que meu pequeno tem. Agora por exemplo está correndo pela casa e é assim o dia todo, quando chega a noite estou acabada em presenciar essa cena, preciso ajudar meu filho e também preciso de ajuda. Estou senas desabafando… quero apenas poder ajudar meu amor a ser mais feliz a ter qualidade de vida! Abraço a todos que estão nessa luta! E que Deus nos abençoe!!

    • Ola Aline! sabemos que é dificil mas voce não está sozinha, muitas mães tambem identificam-se com suas preocupaçoes. Mas está no caminho certo, procurando ajuda com profissionais habilitados e estes poderão não somente ajudar seu filho como tambem ajuda-la a dar-lhe o melhor atendimento.Abraços

  • meu filho foi diagnosticado com autismo ,no momento chorei muito e choro ate hoje ,quando descobri ele tinha 3 anos ele nao quase nada e quando falava era frase que voce nao entendia mas dava pra saber o que era logo ele parava de falar aquela frase ,procurei o caps e pasei ele na psicologa ela deu ele como autista,meu mundo caio sobre minha cabeça eu chorava dia e noite pois nao aceitava agora ja estou mais conformada mais as vese ainda pergunto a Deus sera se eu fiz algo de errado na minha gravides ?
    por que eu tenho outros 3 filhos e so esse teve essa deficiencia .meu filho as veses esta um amor calmo carinhoso e as veses ele esta estressado chorra grita muito me morde bate a cabeça na parede me empurra ele tem uma força fora do comum pra idade dele ,como sofro quando ele esta assim,so Deus sabe ,mais fico tao felis com ele pois ele e muito inteligente sabe mecher em qualquer celular computador e gosta de girar tampa de panela gosta de ver as rodas do carrinho girando ,entao acho que esse sofrimento que as vezes passo vale a pena quando vejo como ele e esperto ,agora ele esta fazendo acompanhamento no caps e esta bem melhor ja fala mamãe papai cois que ele nao falava

    • Ola Sara! como voce muitas mães tambem se perguntam…mas o amor é maior e voce pode ajuda-lo e se ajudar entendendo as reaçoes dele, as suas dificuldades e para isso é necessario conhecimento e informação.No canal da Neurosaber no youtube no “Entendendo Autismo” voce encontrará varios esclarecimentos que te ajudarão.Procure se em sua cidade tem uma associação de mães de autista, se não tem procure trocar experiencias com alguma que conhece ou então no proprio CAPS sempre terá auxilio.abraços!

  • Tenho um neto que recentemente fez 4 anos,diagnosticado aos 2 anos Autista Leve.Tem acompanhamento com psicóloga,fono e musicoterapia.Sua evolução está sendo excelente. Como avó e professora que sou e tenho alunos autistas nas classes regulares,digo que não é fácil pois algumas caracteristicas, sabemos permanecerão e nem todos sabem conviver com as diferenças.

  • Oi meu Nome e aline o meu filho olha nos olhos da gent obedece tudo q eu peco mais ele naoo fla quase nd e tem movimentos repetitivos sera q e autismo?

    • Aline! é necessario que se faça uma avaliação com um especialista ( um Neuropediatra por exemplo) para investigar e se necessario encaminhar a outras especialidades.

  • Boa tarde meu nome nei de meu filho tem 4anos ele gosta de alinha os carros gosta que luz do quarto fique ligada na escola ele so decorou uma cor azul e tem dfuculdade de fala agora que saindo as palavras e anda na ponta do pe

    • Ola Neide! seu filho necessita de uma avaliação com um especialista, para estar identificando as causas desses comportamentos.

  • Boa noite, meu filho tem 4 anos e 7 meses, conversa, mas ainda fala alguma palavras erradas, é muito inteligente.Sempre foi um bebê calmo,mas quando começou a andar mudou,ficando agitado,principalmente em público.Ele fez vários exames, tomografia,audição, visão todos normais.Teve adenoide em 80% foi operado.Por ser agitado passei por ele em 2 avaliações de neuro é uma de psicólogo e pelo neuro ele foi diagnosticado com transtorno opositor desafiador.Porém na pediatra que passei por ela pela primeira vez vendo a conduta inquieta dele afirmou que ele tem algum problema é devo procurar outro neuropediatra.Será isso verdade?O pai deixa ele fazer tudo o que quer,não convivo com ele,fica com o menino de sábado a noite até domingo a noite.Estou preocupada…Desde já agradeço.

    • Roberta! vemos que as avaliaçoes estão confusas então é necessario que voce retorne ao neuro e explique o que está acontecendo para que ele chegue a uma conclusão.

  • Olá!! Meu filho tem 3 anos, tem dificuldades na fala, não gosta de som alto, gosta de brincar sozinho, às vezes não atende quando é chamado, não gosta muito que peguem ele. O pediatra dele diz que suspeita autismo, mas vou levá-lo ao neuro para maiores esclarecimentos. Mas qual sua opinião?

  • Gostaria muito de opnioes…sempre q penso fico em panico…desconfiei da minha filha aos 2 meses qdo ela nao fazia contato visual com a gente.Mas depois foi passando o tempo e ela começou fazer entao relaxei…mas ela é MEGA agitada,muito mesmo desde q estava na barriga ainda,e faz movimentos repetitivos com os pes e maos o tempo inteiro…alem de ser alérgica alimentar múltipla…alguem pra me dar uma opniao? Agradeço…

    • Poliana é compreensivel sua preocupacão mas, para poder ajuda-la é necessario uma avaliação com um neuropediatra.

  • Olá!Me chamo Sara,tenho um filho de 4 anos,Ele se chama Arthur.Ele e extremamente carinhoso,as vezes desatento,não gosta de maneira alguma de assistir vídeos em português.tem muitas dificuldades na fala.so quem entende o que ele diz sou eu.Na escola não para queito um instante,Ele te renite alérgica adenoide.Não gosta de fazer as tarefas.diz que está com sono…
    Mas e um amor de criança.o que eu devo fazer.?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *